A indústria em 2022-2025: novas ocupações, áreas e qualificações

17 de agosto de 2022

Se você tem interesse em trabalhar na indústria brasileira, sua hora chegou. O momento é de otimismo, com a expectativa de novas vagas em mais de 25 áreas de atuação.

Quer saber quais são as ocupações, qualificações, áreas e a projeção animadora da indústria até o ano de 2025? Então, confira o nosso artigo.

1) O que o futuro reserva para a indústria?

O cenário atual da indústria brasileira está se tornando cada vez mais promissor. Segundo o Mapa do Trabalho Industrial 2022-2025, existirão aproximadamente 500 mil novas vagas na indústria.

O Mapa do Trabalho Industrial é um estudo desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), no qual identifica demandas para suprir as necessidades da indústria e orienta a formação profissional no país.

Ainda de acordo com ele, algumas ocupações merecem destaque pelo seu alto número de vagas:

SUPERIOR
(expectativa de 90 mil novas vagas até 2025, crescimento de 8,7%)

Ocupações Número de Vagas
Profissionais de Planejamento, Programação e Controles Logísticos 17.156
Analistas de Tecnologia da Informação 16.987
Gerentes de Comercialização, Marketing e Comunicação 5.847


TÉCNICO
(expectativa de 136 mil novas vagas até 2025, crescimento de 6,3%)

Ocupações Número de Vagas
Especialistas em Logística de Produções 16.834
Técnicos de Controle de Produção 12.357
Técnicos de Planejamento e Controle de Produção 12.270

 

QUALIFICAÇÃO – DE 200 HORAS
(expectativa de 208 mil novas vagas até 2025, crescimento de 2,4%)

Ocupações Número de Vagas
Motoristas de Veículos de Cargas em Geral 92.197
Alimentadores de Linha de Produção 45.915
Magarefe e afins  43.315

 

QUALIFICAÇÃO – MAIS DE 200 HORAS
(expectativa de 64 mil novas vagas até 2025, crescimento de 3,2%)

Ocupações Número de Vagas
Mecânicos de Manutenção de Veículos Automotores 27.918
Padeiros, Confeiteiros e Afins 12.459
Instaladores e Reparadores de Linhas e Cabos 4.711

 

2) Por que é tão importante se qualificar profissionalmente?

Para conquistar estas novas ocupações, os interessados precisam saber que a qualificação profissional virou uma exigência na indústria. A razão por trás desta demanda: avanços tecnológicos, tecnologias da indústria 4.0, etapas de produção e distribuição.

Há três níveis de qualificação:

  • Superior – Longa duração, com carga horária mínima de 2.400h;

  • Técnico – Média duração, com carga horária variável de 800h até 1.200h;

  • Qualificação – Curta duração, com carga horária superior ou inferior a 200h.

 

Cerca de 9,5 milhões de brasileiros precisam se qualificar profissionalmente para atender o número de vagas. Dessa forma, é evidente que aqueles que não se inovarem e se aprofundarem nas suas devidas áreas encontrarão dificuldades para assumirem as ocupações da indústria.

Em relação ao montante acima, 2,0 milhões de pessoas deverão se qualificar visando à formação inicial para preencher novas vagas, enquanto em torno de 7,5 milhões precisarão se qualificar visando à formação continuada para exercer as suas atividades adequadamente.

Quando o âmbito é formação, já estão mapeadas as áreas com maior demanda por formação de ocupações industriais. São elas:

  • Alimentos e Bebidas;
  • Automotivo;
  • Construção;
  • Eletroeletrônica;
  • Logística e Transporte;
  • Metalmecânica;
  • Tecnologia da Informação;
  • Transversais (profissionais com qualificação para qualquer área);
  • Têxtil e Vestuário.

3) SENAI + INDÚSTRIA

O SENAI assumiu o compromisso de atuar como construtor do futuro da indústria e da aprendizagem e, por isso, oferta cursos de qualidade para diversas áreas de todo setor industrial, investindo na educação e fomentando à empregabilidade.

Clique aqui e veja todos os cursos que o SENAI Alagoas tem a oferecer. 

Para ficar sempre atualizado, siga-nos nas redes sociais: