WorldSkills 2022: Senai/AL é bronze na seletiva da ocupação Aplicação de Revestimentos Cerâmicos

30 de março de 2022

Rodrigo Araújo, da escola de Arapiraca, chegou bem perto da medalha de ouro

A escola do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) em Arapiraca, mais uma vez, é destaque na seletiva nacional da WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo. O aluno Rodrigo de Araújo Silva conquistou medalha de bronze na ocupação Aplicação de Revestimentos Cerâmicos.

A disputa aconteceu de 23 a 26 últimos, na unidade Senai Paulo de Tarso, em Belo Horizonte-MG. A disputa foi acirrada, apenas Alagoas e Minas Gerais terminaram as provas. Treinado pelo instrutor Alexsandro Alves Martins, campeão da prova em 2014, ele não ganhou o ouro por pouco.

“Realmente, demos o nosso melhor. Os três que foram para o pódio eram muito bons, não é à toa que as notas dos três foram muito parecidas. E esses três se distanciaram muito do quarto colocado, então, já dá para ver que foi uma competição muito acirrada”, ressaltou Rodrigo.

A gerente da unidade Sesi Senai de Arapiraca, Thiana Cysneiros, comemorou o fato de o Senai Arapiraca, mais uma vez, se destacar no cenário nacional. “Através dos cursos, disponibilizamos para o mercado de trabalho mão de obra qualificada, contribuindo para elevar a competitividade das empresas”, disse. História no Senai - Os treinos começaram em 2019, porém, a história do Senai na vida do medalhista teve início em 2014. O primeiro curso foi o de encanador, o segundo de eletricista básico, o terceiro de assistente administrativo e, por fim, fez o curso de pedreiro, quando foi convidado para ser competidor na seletiva.

A medalha é fruto de um treinamento intenso, de oito a dez horas diárias, incluindo fins de semana. Também é resultado do investimento que o Senai Alagoas fez em inovação, principalmente, no último ano.

“Este ano, nós investimos muito em técnicas que não eram utilizadas antes, como a técnica do pino, onde a gente utilizava pregos para deixar as juntas dos cortes da cerâmica bem alinhadas. Também conseguimos máquinas muito boas como a serra fita, que é uma máquina que vem da Alemanha e facilitou muito os nossos processos, além de outros processos de aplicação  e também de rejunte”, disse ele.

Segundo Rodrigo, o investimento do Senai deu resultado. “Em 2018, não trouxemos nada, mas, em 2022, conseguimos trazer o bronze e por pouco não trouxemos a prata e o ouro”, revelou.

O estado também manteve a tradição de ser um dos melhores nas ocupações relacionadas à Construção Civil. Em 2015, o arapiraquense Weverton Silva conquistou a medalha de prata mundial na ocupação Construção em Alvenaria na WorldSkills, realizada em São Paulo.

Além da experiência, Rodrigo de Araújo se sente mais bem preparado para o mercado de trabalho. “Ter o nome Senai no currículo sempre foi um diferencial, sempre teve pontos a mais em uma entrevista de emprego, pois, é uma instituição muito renomada e muito admirada”, disse.