Área do clienteCadastre-se

Notícias

Senai/AL qualifica operadores de colheitadeira de usina sergipana

Quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Colaboradores da Usina São José do Pinheiro fazem aperfeiçoamento no Senai de São Miguel dos Campos

Pioneira do Estado de Sergipe na mecanização da colheita de cana-de-açúcar, a Usina São José do Pinheiro, localizada no município de Laranjeiras, escolheu o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Alagoas (Senai/AL) para qualificar os seus operadores de máquina colheitadeira.

A preferência não foi por acaso. É na unidade situada no município de São Miguel dos Campos que fica o único simulador de colheitadeira da região Nordeste, uma parceria entre o Senai, Departamento Regional de Alagoas, e a Case IH Agriculture.

Em tamanho real, o equipamento reproduz, virtualmente, todo o processo de colheita, incluindo a localização e funcionalidade de cada botão da cabine, tópicos básicos de manutenção e diagnósticos, e até o desembarque da colhedora das pranchas de transporte. O curso melhora a base de conhecimentos técnicos, que são essenciais para a conservação dos equipamentos e a segurança dos trabalhadores.

“Muitos operadores utilizavam as funções da máquina automaticamente, sem saber para que serviam aqueles botões e alavancas. Com o que estão aprendendo, eles vão dominar a máquina, melhorando fatores como o consumo de combustível, reduzindo as perdas de cana e a quantidade de impurezas”, disse o instrutor Izaias Vanderlei.

Durante a capacitação, que dura 80 horas e se encerra nesta sexta-feira, 29, os colaboradores tiveram aulas de campo em terras da Usina Porto Rico e aprenderam teorias como as Normas Regulamentadoras (NRs 31 e 6). “O objetivo deste curso é melhorar a produtividade e qualidade no campo”, ressaltou o técnico agrícola da Usina São José do Pinheiro, Gilson Marcelino.

São melhorias que trazem ganhos tanto para a unidade sucroalcooleira quanto para quem trabalha nela, diz o operador Jamerson da Silva, de 25 anos, que atua há dois na profissão. “A gente aprende o que é certo fazer, além de conhecer a teoria mais aprofundada”, afirma.

O coordenador administrativo da unidade de São Miguel dos Campos, Adagnon Júnior, ressalta que a mecanização da colheita de cana-de-açúcar é irreversível e o Senai Alagoas está preparado para qualificar estes novos profissionais. “Ao término do processo, o simulador gera um relatório com o desempenho do aluno, a partir do qual fazemos uma avaliação para identificar em que ele deve melhorar”, conta.

Compartilhe: