Notícias

Competição de robótica reúne estudantes na Escola Sesi/Senai

Segunda-feira, 13 de maio de 2019

O evento, realizado por escolas da rede privada da capital, reuniu dezenas de estudantes, totalizando 25 equipes

A Escola Sesi/Senai de Maceió, localizada no bairro Benedito Bentes, recebeu, no ultimo sábado, 11, a terceira e penúltima etapa da competição ‘Sumô de Robô e Robô de Linha’. O evento, realizado por escolas da rede privada da capital, reuniu dezenas de estudantes, totalizando 25 equipes.

No primeiro desafio, assim como na luta de origem oriental, o objetivo era “empurrar” a máquina adversária para fora dos ringues montados no ginásio da escola. Já no segundo, os robôs, construídos pelos alunos, deveriam percorrer o caminho traçado no tablado, com exatidão, e em menos tempo do que as equipes adversárias.

A competição atraiu jovens apaixonados por tecnologia, como o garoto Uverlan Harchoffee, de 13 anos, que cursa o 8º ano na Escola Sesi Cambona. “Estou vivendo no futuro”, disse. Para ele, participar é o mais importante. “Não é perder ou ganhar, é competir”.

Promover o espírito de cooperação entre as equipes também é um dos objetivos do evento. “Aqui, a gente aprende muito com os competidores. Há muita amizade, muita parceria. Se você precisar de alguma coisa eles estão lá, do seu lado. Uma equipe mesmo veio pedir um sensor para mim e eu fui lá, tirei do meu próprio robô, e dei. É muita parceria”, disse Italo Batinga, 16 anos, do 2º ano da Escola Sesi/Senai.

Segundo a estudante Laura Lívia, 13 anos, do 8º ano da Escola Sesi Cambona, a iniciativa une competição, aprendizado e diversão. “É tudo ao mesmo tempo, sempre muito animado, sempre com fé para ganhar a próxima, e a gente continua assim. É muito bom, muito gratificante aprender dessa maneira”, ressaltou.

O professor de robótica da Rede Sesi/Senai, Eduardo Monteiro, explica que a competição já está no terceiro ano, e tem como objetivo desenvolver, cada vez mais, o interesse dos jovens alagoanos pela robótica.

Os resultados já estão aparecendo. Uma prova é a participação de escolas públicas, como a Princesa Isabel e o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), nesta edição. O objetivo é ampliar e consolidar a competição.

“A gente pretende que, no ano que vem, este evento cresça mais, que a gente consiga trazer escolas de outras cidades também do interior. Tem o pessoal que está treinando para outras competições e a gente quer que venha a se tornar um evento grande como é a Olimpíada Brasileira de Robótica, futuramente, a própria FLL (First Lego League”’, revela Eduardo.

Durante o evento, a equipe Robocamb, da Escola Sesi Cambona, que no dia 28 próximo viaja para o Uruguai, onde representa o Brasil em torneio internacional de robótica, fez uma demonstração para o público.

A quarta e última etapa, no próximo dia 25, será no Colégio de Saint Germain, no bairro do Farol, quando serão anunciados os grandes vencedores.

Veja mais fotos clicando AQUI.

Compartilhe: