Notícias

Aluno do Senai/AL conquista vaga para torneio na Rússia

Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Com apenas 20 anos e técnico em webdesign, Gildson Hugo se preparou durante oito meses

Aluno do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL), Gildson Hugo Cardoso dos Santos vai representar o Brasil na 45ª WorldSkills, na ocupação webdesign. Considerada a maior competição de educação profissional do mundo, a Wordskill será disputada no próximo ano, em Kazan, na Rússia. Detalhe: o estudante será o primeiro alagoano a representar o país nessa profissão.

Para conquistar a vaga, ele participou de duas seletivas: a primeira, em Natal (RN), e a segunda, um desempate, em Brasília. Nas duas, Hugo, como é chamado pelos amigos, ficou em primeiro lugar. Para o sucesso, segundo ele, só há um caminho: treinar. São, no mínimo, oito horas de treino nos dias úteis e, às vezes, em feriados e fins de semana.

“Cheguei a treinar 10, 12 horas por dia antes da seletiva. Tem que estar sempre insistindo, persistindo. Sempre tive vontade de ser uma referência na área e decidi apostar nisso. Larguei tudo para vir treinar e deu certo”, conta Hugo, de 20 anos.

Ele começa os treinos todos os dias pela manhã, na sede da Federação das Indústrias, no bairro do Farol, em Maceió, orientado pelos colaboradores da área, que simulam os exercícios e as competências que serão cobradas na competição.

Expert do Brasil na ocupação Webdesign na Wordskills, Marcelo Strehl, colaborador do Senai, foi só alegria com a vaga conquistada pelo alagoano. Ele estará com Hugo em Kazan e compartilhou toda a conquista com a equipe que ajudou o aluno. “Todos estamos à disposição para ajudar. A prova é muito longa, difícil, e o Hugo já chegou num nível altíssimo. Vamos a Brasília em janeiro, para treinar até agosto, até a Worldskills”, conta.

O perfil do competidor

Com apenas 20 anos e técnico em webdesign, Gildson Hugo se preparou durante oito meses e teve de absorver todo o conteúdo. O competidor da área de webdesign deve ter um conhecimento amplo de desenvolvimento web, desde websites (imagens e vídeos) até a programação, com desenvolvimento de sistemas, jogos. Ou seja, precisa saber de tudo que roda na internet.

Como são as seletivas

A prova consiste em desafios que os competidores têm que realizar. Atividades corriqueiras da área, desenvolvendo algum sistema, site ou interação. Para a seleção, os problemas são customizados, para que sejam resolvidos em um pequeno espaço de tempo. De acordo com Marcelo Strehl, “não é só saber fazer: tem que fazer rápido”. 

Compartilhe: