Área do clienteCadastre-se

Notícias

Aluno do Senai/AL com síndrome de down é destaque em seminário internacional

Quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Rodrigo Barbosa ministra oficina de panificação no evento

O programa de ações inclusivas do Departamento Regional de Alagoas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL) é um dos destaques do Seminário Internacional Acessibilidade e Inclusão: Expressão da Cidadania. O evento é promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), com parceria do Senai Nacional, nessa quarta (20) e nesta quinta-feira (21), no Instituto Serzedello Corrêa, em Brasília-DF.

Durante o seminário, que debate caminhos para potencializar a promoção de igualdade de oportunidades das pessoas com deficiência, o medalhista de ouro na Olimpíada do Conhecimento 2016 – maior competição de educação profissional das Américas – Rodrigo Barbosa Barrel, que tem síndrome de down e é aluno de Confeitaria do Senai/Poço, ministra oficinas na área de panificação.

Além de palestras com especialistas nacionais e internacionais, o público do evento pode participar de atividades interativas no espaço D+eficiência para a Indústria e conhecer o Programa Senai de Ações Inclusivas (PSAI) que, em dez anos, formou mais de 180 mil pessoas com deficiência em cursos de educação profissional.

Conforme a gerente executiva de Educação do Senai/AL, Nívia Andrade, desde 1999 a instituição incluiu em seus cursos e qualificou para a Indústria do estado cerca de 2.000 pessoas com deficiência, além de inúmeros idosos e pessoas em reabilitação do INSS. Por meio do programa, é desenvolvida, nas unidades operacionais do Senai Alagoas, metodologia específica de atendimento a todas as pessoas com deficiência, em desvantagem ou vulnerabilidade social.

“O Senai de Alagoas entende que toda pessoa possui os seus interesses, as suas habilidades, particularidades e necessidades, por isso, todas as nossas unidades operacionais estão preparadas para receber a todos”, afirma Nívia.

INCLUSÃO

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Senai é responsável por 57% das matrículas de pessoas com deficiência na educação profissional no Brasil, seguido pela rede estadual de ensino, com 18% das matrículas, e federal, com 12%. Entre as principais áreas de oferta de cursos para pessoas com deficiência na Rede Senai estão Gestão, Segurança no Trabalho, Tecnologia da Informação, Metalmecânica e Meio Ambiente.

Compartilhe: